Como evitar que o Windows Update instale drivers automaticamente

Se tem uma coisa que irrita no Windows 10 é o seu intrometido cliente de atualizações, que além de as empurrar goela abaixo chega ao cúmulo de fazer o mesmo com drivers de dispositivos. Confira aqui como evitar que isto aconteça!


Principalmente em máquinas de produção as atualizações compulsórias de drivers é algo deveras indesejável, uma vez que as novas versões podem conter bugs ou simplesmente não terem a mesma estabilidade das antigas em situações específicas. E além de impedir que selecionemos as atualizações de sistema, o cliente do Windows Update não raramente faz o mesmo com os drivers.

Mas há uma forma de evitar isto, usado as políticas de grupo que podem ser configuradas mesmo que o PC não esteja em um domínio. Para tanto, execute o componente gpedit.msc conforme mostrado abaixo:


Com o editor aberto, navegue pelas pastas Configuração do Computador > Modelos Administrativos > Componentes do Windows > Windows Update.


Na pasta Windows Update abra o item Não incluir drivers com as atualizações do Windows. Com o mesmo aberto, selecione a opção Habilitado e clique em Aplicar > OK.


Agora é só fechar o editor e reiniciar o PC para impedir que o Windows Update faça a atualização dos drivers. Vale lembrar que, caso o PC esteja em um domínio Active Directory com o Windows Server 2016 ou posterior, é possível configurar esta política de grupo diretamente no servidor para aplicação automática às estações.

Por fim, infelizmente esta dica não se aplica ao Windows 10 Home pois o mesmo não conta com o editor de políticas de grupo. Até a próxima!

Comentários

  1. Já tive problemas com driver do som onboard realtek. O Windows atualizava o driver e vinha um chiado no autofalante. Bastava reverter a atualização do driver e tudo voltava ao normal. Eu não gosto da atualização automática de drivers e ODEIO o Windows Update compulsório.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Updates compulsórios é complicado mesmo, ainda mais com o longo histórico de updates bugados do Windows 10.

      Excluir
  2. Só consegui usar o win 10 por uma semana. Depois de um pacote desses de atualização forçada ele passou a consumir 6gb de Ram com nenhum programa aberto, somente o sistema operacional.

    Somando isso, o fato de várias aplicações de dev, como o Visual Studio só quererem instalar se os últimos updates estivessem instalados. Me fizeram desistir.

    Voltei pro windows 7. Não tenho paciência pra esse tipo de coisa.

    ResponderExcluir

Postar um comentário