Unboxing e primeiras impressões: placa de captura Blackmagic Intensity Pro 4K

A Intensity Pro 4K é uma das mais baratas placas capazes de capturar em 4K a 30 quadros por segundo, além de contar com suporte oficial ao Windows, macOS e Linux. Veja aqui as minhas impressões sobre o modelo.


Eis a embalagem:



Uma vez que a captura em 4K é um processo bastante exigente, há uma pequena ventoinha para refrigerar o chip principal. A placa utiliza uma conexão PCI Express 2.0 x4.


As resoluções suportadas pela Intensity Pro 4K são as seguintes:
  • 525i59.94 NTSC 
  • 625i50 PAL
  • 720p50 
  • 720p59.94
  • 720p60
  • 1080p23.98 
  • 1080p24 
  • 1080p25 
  • 1080p29.97 
  • 1080p30 
  • 1080p50 
  • 1080p59.94 
  • 1080p60
  • 1080i50
  • 1080i59.94
  • 1080i60
  • 2160p23.98 
  • 2160p24 
  • 2160p25 
  • 2160p29.97 
  • 2160p30
Uma boa característica desta placa é o fato de a mesma contar com HDMI Passthrough, ou seja, há uma porta HDMI de entrada do sinal outra de saída, o que facilita bastante o processo de captura.


Há um suporte muito bom para captura de formatos analógicos de vídeo, como os de aparelhos de VHS e de videogames antigos.


Este é o conteúdo da embalagem. Os drivers devem ser baixados diretamente no site do fabricante, o que é muito melhor do que enviar DVDs que ninguém nunca vai usar como fazem os fabricantes de placas-mãe e de placas de vídeo.


Aqui a Intensity Pro 4K está instalada no Black Power NG:


Os dispositivos que são instalados no Windows:


A Intensity Pro 4K é compatível com os principais softwares de edição, e o pacote dos drivers também traz um aplicativo básico para a captura de vídeo, o Media Express.


Eu costumava usar a AverMedia C127 como dispositivo de captura, mas infelizmente a mesma foi completamente abandonada pelo fabricante, que não chegou a sequer publicar drivers para o Windows 10 – os últimos são para o Windows 8, datados de 2014, além de nenhum suporte para Linux.

Isto vinha causando cada vez mais problemas de estabilidade durante a captura (o dispositivo simplesmente deixava de responder), o que eu ia contornando. Mas a placa passou também a apresentar erros de DRM para capturar a partir de PCs com placas de vídeo da AMD, um problema bizarro muito provavelmente causado pelos drivers antigos e o qual não consegui resolver de forma alguma.

A Intensity Pro 4K vem se mostrando uma solução muito mais robusta e estável para a captura de vídeos, além de contar com um suporte excelente do fabricante: na data em que escrevo a última versão dos drivers é de junho deste ano, sem falar no suporte ao macOS e Linux. Isto faz toda a diferença.

Comentários