Unboxing: placa-mãe Asus Sabertooth Z77

A Sabertooth Z77 é uma placa-mãe LGA 1155 topo de linha da Asus. Confira as suas características técnicas!


A embalagem da Sabertooth é bastante chamativa:


Abrindo a belezura:


Eis a Asus Sabertooth Z77. A placa conta com uma proteção plástica chamada pela Asus de “Thermal Armor”, que deixa a placa com um visual muito estiloso. Sem dúvida esta é a placa-mãe mais bonita que eu já tive. 😍


As características da Sabertooth são as seguintes:
  • Soquete LGA 1155 para os processadores Intel Sandy Bridge (segunda geração) e Ivy Bridge (terceira geração);
  • Chipset Intel Z77;
  • Circuito regulador de tensão de 14 fases controlado por um chip Asus ASP1000C;
  • Quatro soquetes para módulos DDR3 de até 1866 MHz com suporte ao modo de dois canais e capacidade máxima de 32 GB;
  • Um slot PCI Express 3.0 x16;
  • Um slot PCIE 3.0 x16@x8;
  • Um slot PCIE 2.0 x16@x4;
  • Três slots PCIE 2.0 x1;
  • Quatro portas SATA-600, sendo duas controladas pelo chipset Z77 e duas por um chip ASMedia ASM1061;
  • Quatro portas SATA-300 controladas pelo chipset Z77;
  • Seis portas USB 3.0, sendo quatro controladas pelo chipset Z77 e duas controladas por um chip ASMedia ASM1042;
  • Dez portas USB 2.0;
  • Codec de áudio Realtek ALC892;
  • Controlador Gigabit Ethernet Intel WG82579V;
  • Formato ATX.

Os slots PCI Express x16 e x16@x8 funcionam no modo 3.0 caso um processador Ivy Bridge esteja instalado, e no modo 2.0 em conjunto com um Sandy Bridge. Há suporte ao SLI e Crossfire.

Já o slot x16@x4 e os três slots x1 são controlados pelo chipset Z77, funcionando sempre no modo 2.0.


Das 14 fases no total, o circuito regulador de tensão conta com oito fases para o processador, quatro para o chip gráfico integrado, uma para o controlador de memória e uma para o controlador PCI Express.


As portas SATA são rotacionadas em 90 graus. As na cor marrom são as SATA-600 controladas pelo chipset Z77, as pretas são SATA-300 também controladas pelo chipset a as brancas são SATA-600 controladas pelo chip ASMedia ASM1061.


Os conectores do painel traseiro, da esquerda para a direita:
  • Quatro portas USB 2.0;
  • Botão para atualização do firmware (chamado pela Asus de “BIOS Flashback”);
  • Duas portas USB 3.0;
  • Duas portas eSATA-600 controladas por um chip ASMedia ASM1061;
  • Saída de áudio óptica S/PDIF;
  • Saídas de vídeo HDMI e DisplayPort;
  • Conector RJ45 Gigabit Ethernet;
  • Duas portas USB 3.0;
  • Conectores de áudio analógico.

O botão “BIOS Flashback” permite atualizar o firmware sem a necessidade de ligar a placa-mãe ou mesmo de ter um processador instalado. Basta copiar a imagem do firmware em um pendrive formatado em FAT32, conectar o mesmo e pressionar o botão por três segundos.


Estes são os acessórios que vieram com o meu exemplar da Sabertooth Z77, que obviamente foi comprada usada.


Felizmente o espelho traseiro e a ponte SLI também vieram com o pacote. 😃


Até o próximo projeto!

Comentários

  1. Ola.
    Eu ainda não consegui sair do socket 1155 por alguns motivos, ja tive uma Maximus IV Extreme ( P67 ) , depois de um tempo ela acabou queimando, onde eu consegui uma Asrock z77 ( aqueles modelo PRO 3 ), onde estava com o i7 3770k, rodava minha 980ti até esses tempos, ai o procesador começou a esquentar muito muito, e fiz um DELID onde perdi o procesador e vendi a placa mãe, e para finalizar kkk achei no ML, um KIT completo de 1 placa mae Gigabyte z68x-ud7-b3 com i7 2600k e mais 8gb por 1k, peguei e estou até hoje, e tenho uma certa esperiencia em falar que o 2600k para o 3770k a diferença e minima ou nula. A e mais uma coisa, estou com 980ti ainda kkk
    Mas essa sua placa ai é topezeira, merece um 3770k com 16gb Corsair dominator,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gosto muito do soquete 1155, na minha opinião uma das melhores plataformas da Intel.

      Excluir

Postar um comentário