Lacrinux

E a lacração chegou ao desenvolvimento de softwares! O Linus anunciou oficialmente que o kernel Linux vai abandonar os termos blacklist e slave. 


Não foram definidos novos padrões para as terminologias, há apenas sugestões de termos para o desenvolvimento e documentação de novos códigos. Para o lugar da master/slave algumas das sugestões são: 

  • primary/secondary 
  • main/replica (ou ainda subordinate)

E para a blacklist/whitelist:

  • denylist/allowlist
  • blocklist/passlist 

Toda a forma de racismo é abominável, isso não se discute. Mas enxergar racismo até em termos puramente técnicos me parece ser um exagero. Essa geração mimimi é foda.

Mas não critico o Linus. Hoje em dia é simplesmente impossível desafiar a ditadura do politicamente correto e a cultura do cancelamento. Chega logo, asteroide Bennu!

Comentários

  1. Mudança bem-vinda.

    Commit:
    https://git.kernel.org/pub/scm/linux/kernel/git/torvalds/linux.git/commit/?id=a5f526ecb075a08c4a082355020166c7fe13ae27

    ResponderExcluir
  2. Quer outro exemplo? Tente comprar um "criado mudo" hj em dia e provavelmente vai ser linchado em praça pública...

    ResponderExcluir
  3. Essa geração de agora é a mais mimizenta de todos os tempos. Que geração chata pra kraleo!

    ResponderExcluir
  4. Além de computadores, outro dos meus hobbies é fotografia.
    Tenho receio de tirar fotografia em preto e branco, a alguém me criticar porque não tem as cores do arco iris....
    Ou foto hi-key ou low-key, onde a cor branca predomina, ou a cor preta predomina...

    ResponderExcluir
  5. Excelente iniciativa. As próximas gerações já nascerão livres de terminologias advindas da idade das trevas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mais lidas da semana

Salvando uma placa 286

Avaliando o ReFS

Ficou feio