Pinguim superpoderoso

O Ubuntu venceu o Windows 10 na maioria dos testes de um comparativo feito pelo site Phoronix, em um notebook de baixo custo baseado no processador AMD Ryzen 3 3200U. Fear the penguin!


O equipamento dos testes é um notebook que custa 199 trumps (um verdadeiro troco de pinga para eles) e que contém um Ryzen 3 3200U (2C/4T, 2,6–3,5 GHz, 4 MB de cache) com uma GPU Vega 3 integrada, 4 GB de RAM, SSD de 120 GB e uma tela de 14” 1080p. O nome do bichinho é Motile M141 e pode ser encontrado na rede Walmart americana.


Os ensaios foram feitos no Windows 10 Home e no preview do Ubuntu 20.04 LTS, e abordaram o desempenho nos navegadores Chrome e Firefox, operações no banco de dados SQLite (onde o sistema de arquivos ext4 foi bem mais rápido do que o NTFS), aplicações Java, Python e PHP, performance em OpenGL, codificação de vídeos em H.264, compressão de arquivos, edição de imagens no GIMP, dentre vários outros – veja todos os testes no site dos caras

O resultado final está compilado no gráfico abaixo:


Na média dos resultados dos testes, o humilde notebook ficou 15% mais rápido com o Ubuntu do que com o Windows 10 que vem de fábrica. Sem dúvida que tal ganho de desempenho em uma configuração tão humilde é algo nada desprezível.

Eu já havia sentido diferença no meu PC (principalmente no GIMP), que naturalmente é bem mais forte do que o modesto notebook dos testes, mas achei bem legal que mesmo em um hardware mais limitado o Linux também vai bem – e olha que foi usado o Ubuntu, tendo em vista que existem diversas distribuições voltadas para configurações modestas e/ou antigas.

Em tempo, se você também quiser experimentar, fique de olho nas postagens da série Dicas Linux, onde eu mostro como fazer algumas operações no sistema do pinguim. 😉

Comentários