O maior supercomputador da Europa terá processadores Epyc

O processador para servidores da AMD será a base do Archer2, supercomputador desenvolvido pela Cray (que hoje pertence à HP) para a Universidade de Edimburgo na Escócia. Será que o Epyc conseguirá repetir nos servidores o sucesso que o Ryzen obteve nos desktops?


O Archer2 contará com nada menos do que 11.696 processadores Epyc 7742 com 64 núcleos cada, rodando a 2,2 GHz. Ao todo são 748.544 núcleos de processamento! Complementam a máquina 1,57 PB (um petabyte é igual a 1.024 terabytes) de RAM e 14,5 PB de armazenamento, além de 1,1 PB de buffer em memória flash. A capacidade computacional esperada é de 28 petaflops, que o coloca como o supercomputador mais poderoso da Europa e o quinto do mundo.

Será que roda Crysis com tudo no talo? 😂

Com um custo de 79 milhões de rainhas (que equivale a cerca de 100 milhões de trumps na cotação de hoje), o Archer2 deverá entrar em operação em maio do ano que vem. Fica a dica para o departamento de marketing da AMD, para quem sabe possa sair do coma que o acomete há muitos anos.

Abaixo vemos o primeiro Archer que será “aposentado” pelo Archer2. Bem que podiam jogar no lixo lá de casa...


Comentários