A GPU azul está chegando

Rumores dão conta de que a Intel planeja lançar o seu primeiro chip gráfico dedicado contemporâneo em junho do ano que vem. Quanto mais concorrência, melhor!


Acredito que todos, assim como eu, estejam com vontade de ver o que o Raja Koduri vai conseguir fazer com o caminhão de dinheiro da Intel. Afinal de contas, quando ele estava no lado vermelho da força sempre teve que lidar com recursos limitados se comparado ao poderio financeiro da rival. E se não foi possível competir em pé de igualdade com a Nvidia em termos mercadológicos, é inegável que as criações dele mantiveram a AMD no jogo e que a nova microarquitetura RDNA ainda tem o seu DNA.

Por enquanto tudo o que podemos fazer é especular. Será que as GPUs Intel conseguirão competir com as Nvidia topo de linha? Vão ter Ray Tracing? Mesmo que inicialmente não consigam pelejar no segmento de alto desempenho, se as primeiras GPUs azuis estiverem em um nível intermediário assim como as Radeon 5700 já farão um bem enorme ao mercado. A Nvidia anda deveras acomodada.

Diversos veículos estão publicando que a Intel pretende lançar a sua primeira GPU em meados do ano que vem. Se considerarmos que a última aventura da empresa no ramo de chips gráficos dedicados foi em 1998 com o i740 (a imagem que ilustra esta postagem), que passou longe da glória de outros chips da época como o Voodoo 2, Riva TNT e Rage 128, a grande expectativa do mercado e público é plenamente compreensível.

Comentários

  1. Feliz por ter mais um Player no mercado, porém preocupado por se tratar da Intel...
    Será o início da dança dos slots?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsrsrsrs

      Será que a Intel ainda tem tanta força para sair dos padrões do mercado? Vale lembrar que as especificações do PCI Express são definidas por um consórcio que inclui um monte de empresas, inclusive a própria.

      Sem falar que nas duas últimas vezes em que a Intel foi contra as tendências do mercado ela se deu mal: na adoção das memórias Rambus (o mercado abraçou as DDR) e nos processadores Itanium (o AMD64 salvou a pátria).

      Excluir
    2. Sem chance. Para que perder dinheiro com um novo slot incompatível com os padrões de mercado? Nunca que os acionistas aceitariam um troço desses. 😵

      Excluir

Postar um comentário