Unboxing e primeiras impressões: SSD Corsair MP300 de 120 GB

Confiram a apresentação e as primeiras impressões sobre o MP300, SSD de baixo custo da Corsair no formato M.2 2280 com sinalização NVMe e conexão PCI Express 3.0 X2.


Como é cada vez mais comum nos modelos de baixo custo e até intermediários, o MP300 utiliza chips 3D TLC NAND, que armazenam três bits em cada célula de memória. Quanto mais bits são gravados em uma mesma célula, menor é o desempenho e a durabilidade, porém o custo por GB de armazenamento é bastante reduzido.


O controlador utilizado é o Phison PS5008-E8 e a Corsair garante taxas de até 1.520 MB/s de leitura sequencial, enquanto que a taxa de escrita sequencial fica nos 460 MB/s. De fato, na prática as taxas são virtualmente idênticas às divulgadas pela Corsair:


A Corsair infelizmente não divulga o TBW (Total Bytes Written) deste modelo, que é a quantidade de dados possível de ser gravada sem que haja deterioração de desempenho. De qualquer modo, a garantia oficial é de 5 anos.

Finalizando, o MP300 é um dos SSDs mais baratos com conexão PCIE e sinalização NVMe. Apesar de não chegar próximo dos modelos topo de linha que são PCIE X4, sem dúvida ele apresenta vantagens (principalmente na taxa de leitura) sobre os modelos com sinalização SATA. Custando no varejo brasileiro menos de 200 mitos (na versão de 120 GB), é uma boa opção de unidade de boot.

Comentários