Só resta uma

A penúltima locadora Blockbuster no mundo, que fica na cidade de Morley na Austrália, deixou de locar mídias a partir de ontem e fechará definitivamente as portas no próximo dia 31. Agora somente resta uma loja da marca no mundo.


A lenta e agonizante morte da rede Blockbuster é o máximo exemplo de como as inovações tecnológicas podem matar um modelo de negócios tradicional. Um outro exemplo disto é o mercado de mídias ópticas, mais notadamente os CDs de música, e olha que neste caso o alerta surgiu bem antes, com o Napster no final do milênio passado. Infelizmente as gravadoras preferiram processar quem trocava músicas ao invés de investir na atualização do seu modelo - foi necessário que o Steve Jobs (com o iPod/iTunes) mostrasse e elas o quanto estavam sendo ridículas.

Voltando ao assunto principal, agora resta somente uma loja da franquia Blockbuster no mundo, na cidade de Bend, no estado americano do Oregon. Caso você ainda queira alugar um filme em uma Blockbuster, a sua localização pode ser conferida aqui. Tenha uma boa viagem! 😎

Esta é a última loja da Blockbuster no mundo. Imagem: Google

Refletindo a tendência mundial, aqui em Curitiba a maior videolocadora de cidade fechou em fevereiro. Do alto dos meus 40 anos, vivi o auge do VHS, do DVD e dos videogames, não havia um final de semana que eu não dava uma passada na locadora para pegar uma fita VHS (ou um DVD, mais recentemente) e um cartucho de Mega Drive para me matar de jogar. O Ayrton Senna´s Super Monaco GP II foi o jogo que eu mais loquei de longe, a linda e encantadora atendente da locadora já deixava o cartucho guardado para mim sob o balcão todo sábado pela manhã.

Nostalgia à parte, as vantagens dos serviços de streaming são muitas e óbvias, como o acesso instantâneo e o fato de evitar deslocamentos, sempre um problema nas grandes cidades. Por outro lado, a exemplo do que ocorreu após o auge das redes sociais, o contato humano vai sendo reduzido cada vez mais: se eu fosse nascido na era do streaming não teria vivido um amor platônico pela atendente da locadora. Pena que eu era um nerd muito tímido na época, senão provavelmente estaria com ela até hoje - uma mulher que reserva o seu jogo favorito, sem você pedir, certamente é para casar! 😁

Fonte: Engadget.

Comentários

  1. Eu tambem frequentava muito a Blockbuster. Era uma epoca maravilhosa.
    Em relação aos CDs, até que eles ainda estão resistindo bem aqui nos EUA.
    As grandes lojas ainda tem muitos exemplares, mas sei que um dia será diferente. Talves ainda reste algumas novas gravações para um publico restrito, assim como acontece com os LPs de vinil, e olha que aqui tem muitos, assim como toca discos!
    Eu fico surpreso quando vejo um LP de um artista atual como Taylor Swift, Adele, etc, no Walmart e outras Stores. Isso mostra que os jovens tambem curtem LPs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até a juventude eu morava em uma cidade do interior, assim somente fui conhecer uma Blockbuster quando me mudei para Curitiba em 2003, mas não durou muito tempo: se não me engano em 2006 ela já fechou, quando o grupo Americanas comprou os direitos da marca no Brasil.

      Eu gosto de CDs, realmente fiquei surpreso em saber da força que eles ainda tem aí nos EUA. Por aqui é quase impossível achar alguma loja física que venda CDs, até mesmo as virtuais estão rareando.

      Quanto aos LPs, bem, sei que posso ser execrado por isso, mas na minha opinião são um exemplo de nostalgia sem muito sentido. A qualidade de áudio é bastante superior nos CDs, que não sofrem de problemas de ruídos, chiados e estalos.

      Excluir

Postar um comentário