Os filmes que assisti recentemente e recomendo

Se você for como eu e também detesta carnaval, o feriado pode ser uma boa hora para fazer uma sessão cinema. Pegue o seu balde de pipoca e aproveite!



Como passo longe de ser um crítico de cinema, falarei brevemente das minhas impressões sobre os filmes e o motivo da minha recomendação. Como diria o nosso presidente, está ok? Então vamos prosseguir. 😀

O Destino de uma Nação (2017)

Esta irretocável produção mostra o momento em que Churchill, magistralmente interpretado por Gary Oldman, toma posse como Primeiro-ministro britânico no mesmo dia em que a Alemanha invadiu a França, em maio de 1940, e também os bastidores políticos da operação Dínamo, a evacuação das tropas inglesas e francesas na praia de Dunkirk.

Churchill é mostrado como um homem comum, sujeito à falhas e dúvidas, com hábitos etílicos (meu ídolo!) e até de certa forma bonachão, mas que liderou o seu país em um momento crucial: se ele tivesse cedido às pressões dos derrotistas e feito um acordo com os nazistas, o mundo hoje seria completamente diferente.

Indicado para admiradores de grandes estadistas e das tradições britânicas, com um detalhe crucial: Churchill era chegado em bebidas, charutos e carnes vermelhas, um politicamente incorreto para os padrões atuais, enquanto que Hitler não bebia, não fumava, era vegetariano e fez o que fez. Preciso dizer mais?


Dunkirk (2017)

Este filme complementa o Destino de uma Nação e vice-versa. Enquanto que o primeiro mostra os bastidores políticos da operação Dínamo, neste são mostrados os aspectos humanos e militares da evacuação das tropas aliadas das praias de Dunkirk na França. É um épico de guerra dirigido por Christopher Nolan com cenas de batalhas aéreas e navais de tirar o fôlego.

Indicado para amantes de filmes de guerra e aos que quiserem conhecer todos os lados de uma narrativa histórica. Destaque para o lado civil do conflito, pois o sucesso da operação Dínamo somente foi possível pela ajuda de pequenas embarcações comandadas por pessoas comuns, verdadeiros heróis anônimos.


Creed (2015)

Nesta história paralela do universo Rocky é mostrado Adonis Creed, filho do lendário Apollo Creed (de uma relação extraconjugal) e que encontra no velho Rocky Balboa mais do que um treinador, mas também a figura paterna que ele nunca teve. O drama de superação pessoal tem a mesma pegada do primeiro Rocky de 1976, e na minha opinião é o melhor filme da franquia desde o Rocky II de 1979. É pouco?

Quanto à indicação, bem, é um filme do Rocky! O Creed II está nos cinemas e eu estou louco para assistir.


Bohemian Rhapsody (2018)

Biografia sobre o inesquecível vocalista e instrumentista Freddie Mercury, mostrado desde o surgimento da banda Queen até o lendário show Live Aid de 1985. As caracterizações dos membros da banda são perfeitas, porém o destaque absoluto é a atuação de Rami Malek como Freddie, premiada com o Oscar de melhor ator de forma justíssima - recebi a notícia pelo zapzap, não mais assisto à cerimônia do Oscar desde que ela se tornou um festival da lacração e do politicamente correto. 😖

Apesar de algumas incorreções históricas por licença poética (por exemplo, Freddie somente descobriu que era soropositivo em 1987, bem depois do Live Aid), o filme não se furta em mostrar todos os aspectos da lenda Freddie, que variam desde a genialidade artística aos abusos com drogas e a libertinagem sexual – algo que independe da opção sexual, antes que os patrulhadores de plantão venham me encher o saco.

Indicado para os fãs do Freddie Mercury e do Queen, além de apreciadores de boa música.


O Primeiro Homem (2018)

Irretocável produção biográfica de Neil Armstrong (muito bem interpretado por Ryan Gosling) que mostra a vida do lendário astronauta no auge da corrida espacial entre os Estados Unidos e a União Soviética. Foca-se nas missões Gemini e Apollo da NASA, além de dramas pessoais de Armstrong como a triste perda da sua filha Karen por um tumor cerebral. As sequências visuais das supracitadas missões são um exemplo de perfeição artística.

Indicado para fãs de tecnologia e de ficção científica (neste caso seria realidade científica, não é?). Não indicado para os tontos que acreditam que o homem não foi à Lua e que a Terra é plana.


É isso aí, bora curtir o feriado com coisas que sejam realmente proveitosas. Um abraço e até a volta!

Comentários

  1. O filme “O destino de uma nação” eu assisti e realmente foi muito bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja também o Dunkirk. Os dois lados de uma mesma história!

      Excluir

Postar um comentário