Montando o PC dos sonhos em 1996 (Parte 2 – Configuração)

Enquanto que na primeira parte desta série eu apresentei os componentes individualmente e com os preços da época, nesta mostrarei a montagem e funcionamento desta relíquia tecnológica. Aproveitem a jornada!


Montagem na bancada

Antes de partir para a montagem final sempre faço uma prévia em bancada para detectar possíveis problemas, se houverem. Aqui o gigantesco Pentium Pro está instalado no soquete 8:


Mesmo em processadores antigos não dispenso a pasta térmica.


Com o cooler e os quatro módulos de memória SIMM-72 instalados:


Com a placa de vídeo Matrox Millennium adicionada já é possível partir para o primeiro teste.


Deu vídeo de primeira! Oh yeah! O erro “CMOS battery failed” já era esperado (mais adiante).


As opções de chipset do Setup Award da placa-mãe Soyo 6FA:


Eis o causador do erro do CMOS. Este é um chip RTC (Real-Time Clock) que a grosso modo controla a sincronização de frequências da placa e contém uma bateria para salvar os dados do CMOS. Com o tempo tal bateria se desgasta, ocasionando o erro mostrado na imagem do POST acima. Notem que ao lado há pontos para a instalação de um receptáculo para baterias CR2032, se o fabricante da placa-mãe desejar usar este tipo de bateria.


Há pessoas que preferem “arrombar” o chip RTC para soldar uma bateria externa, porém eu preferi fazer um serviço limpo e trocar o chip. Este Dallas 887A+ é intercambiável com o Odin 887A que estava originalmente instalado, mas sempre é bom pesquisar antes de comprar. Felizmente os fabricantes de placas-mãe abandonaram o uso destes chips RTC há décadas.


Indo em frente, agora com a Voodoo, a Sound Blaster AWE64 e a placa de rede também instaladas. Que imagem sexy! 😛


As duas placas ISA Plug And Play (a placa de rede está jumpeada para o modo PnP) foram corretamente detectadas:


Montagem definitiva e instalação dos sistemas operacionais

Com tudo funcionando a contento, podemos passar à montagem no gabinete:


Montagem finalizada!
(As manchas escuras nas bordas do gabinete são do produto anti-ferrugem).


Quando eu tiver um tempinho farei uma melhor limpeza no gabinete. A correria está grande! 😵


Com a montagem finalizada, passamos à instalação dos sistemas operacionais. A receita é a mesma já tradicional: boot com um disquete do Windows 95, criação das partições com o FDISK e posterior formatação das mesmas com o FORMAT (nesta postagem mostro estes procedimentos em detalhes).


No instalador do Windows NT 4.0 é possível ver como ficou o particionamento do disco rígido Seagate Medalist de 4,3 GB. Optei por manter o sistema de arquivos FAT16 em todas as partições para uma melhor interoperabilidade entre os sistemas operacionais, visto que o Windows NT 4.0 não é compatível com partições FAT32 e o Windows 95 OSR 2.5 não lê unidades NTFS.


Configuração dos dispositivos

Instalando os drivers da Matrox Millennium no Windows 95. Tanto a Matrox quanto a Creative felizmente ainda oferecem drivers de legado nos seus respectivos sites, a elas os nossos aplausos! 😃


Os drivers da Voodoo precisam ser manualmente instalados. Um ótimo local para obter os drivers oficiais e não oficiais para as placas 3dfx é o 3dfxzone.


As propriedades de sistema e o gerenciador de dispositivos do Windows 95:



O painel de controle do driver da 3dfx. Para não prejudicar os benchmarks desabilitei o V-Sync tanto para o Direct3D quanto para o Glide, com o sistema precisando ser reiniciado para completar a operação.


Já para o Windows NT 4.0 o driver da 3dfx conta com um instalador:


No Administrador de Disco (tataravô do Gerenciador de Disco do Windows 10) do NT é possível ver graficamente o esquema de particionamento:


Na próxima parte o lendário Pentium Pro enfrentará a maratona de benchmarks. Até lá!

Comentários

  1. Já instalei um bocado de baterias novas nesses RTC Dallas. Até hoje não consigo entender o que tinham na cabeça quando encapsularam as baterias junto com os demais componentes... vender chips? Sem contar que alguns fabricantes ainda soldavam o RTC direto na placa!

    ResponderExcluir
  2. Esse artigo ficou muito bom!
    Vou aproveitar a dica sobre os deivers.
    Eu sou um daqueles que “arrombaram o Chip RTC...” hehehe
    Tive o cuidado de desconectar o terminal da antiga bateria para não drenar da nova. Colei um soquete de bateria cr2032 no em cima do CI, e ta funcionando bem até hoje.
    Eu tambem não entendo essa ideia de colocar uma bateria dentro de um CI. E olha que o soquete para cr2032 já era usado há um bom tempo!!!
    Será que é possivel usar uma bateria no espaço opcional reservado para a bateria cr2032?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que seja possível soldar um receptáculo para CR2032 nos pontos demarcados na placa. Mas como essa placa soquete 8 é bem rara e já tive que trocar dois capacitores dela, não quis arriscar.

      Excluir
  3. Na sua opinião, quanto que valeria este seu PC?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em valores de hoje? Não tenho a menor ideia.

      De vez em quando encontro no Ebay caras vendendo placas soquete 8 (somente a placa) na casa dos 200 trumps. E pensar que a minha placa e processador estavam em uma pilha de "sucata" que seria descartada como lixo eletrônico... ainda bem que salvei a tempo!

      Quanto à Matrox e a Voodoo, comprei ambas no ML por preços módicos, dado o valor histórico dessas placas. Certamente os vendedores não faziam ideia da raridade que tinham em mãos.

      Já os demais componentes como o disco rígido e os módulos de memória são muito menos valiosos. Somente a AWE64 que vale um pouco mais.

      Excluir
  4. Não consigo dizer o que é mais lindo: o processador com seu imenso dissipador dourado, as clássissíssimas telas de POST e BIOS da Award, a placa-mãe com as trilhas larajandas, uma Voodoo e uma Sound Blaster espetadas ou o gabinete mais lindo dos anos 90. Essa postagem é uma baita sacanegem, não tem como se decidir! Prendam esse homem por deixar os amantes da velharia malucos de tanta pornografia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha!
      Eu sinto até o cheiro das placas! Pra mim é perfume.

      Excluir
    2. kkkkkkkk

      Penso assim também, pena que a minha mulher não concorde muito..... rsrsrs

      Excluir

Postar um comentário