O Windows 7 não terá mais suporte a processadores sem SSE2

A Microsoft decidiu que processadores sem o conjunto de instruções SSE2 não mais receberão atualizações de sistema. Simples assim.



O lendário Windows 7, sistema operacional preferido de muitos, recebeu mais um golpe na tentativa de tornar o Windows 10 mais popular. Agora não mais haverão atualizações de sistema para processadores sem o conjunto de instruções SSE2, tais como os Pentium III, Athlon, Athlon XP e modelos anteriores.

Esta decisão da Microsoft deixa o sistema em uma posição curiosa: além de oficialmente não ter suporte aos novíssimos Ryzen da AMD e às últimas gerações dos Core da Intel (muito embora seja possível burlar esta limitação artificial), agora também não mais suportará os antigos modelos supracitados, os dois extremos da cadeia evolutiva contemporânea dos processadores x86.

Em tempo, o Windows 7 receberá atualizações de segurança até o dia 14 de janeiro de 2020. E como curiosidade, é perfeitamente possível usar o sistema até mesmo em um antigo Pentium MMX, desconsiderando a lentidão, logicamente.

Informações: Myce.

Comentários

  1. Os navegadores já seguiram esse caminho (Chrome 35, Firefox 49).

    ResponderExcluir
  2. Acompanhei o Windows 7 desde a fase das versões beta do sistema. Acredito que por este motivo eu tenha um carinho muito grande por essa versão do sistema. Hoje em dia me adaptei melhor ao Ubuntu com interface Unity do que ao Windows 10. Vida longa ao Windows 7. Quanto ao 10, ainda falta evoluções no sistema ao meu ver, e a Microsoft deveria parar com a "empurroterapia" promovida pela mesma neste sistema.

    ResponderExcluir

Postar um comentário