O impacto das correções para as falhas Meltdown e Spectre nos processadores Intel

Que os patches liberados pela Intel penalizam o desempenho dos processadores já era sabido. Confira uma avaliação muito interessante sobre a dimensão do impacto.


Sem dúvida, o grande assunto desta semana no mundo do hardware é o lançamento dos Zen+, com diversos laboratórios comparando o Ryzen 7 2700X com o Core i7 8700K. Porém, dos muitos ensaios que vi, em apenas um o 8700K estava com o patch de correção para as falhas Meltdown e Spectre aplicado: o review do TechRadar.

Desde a primeira geração dos Ryzen é afirmado que os Intel equivalentes ainda ficam na frente no desempenho em single thread e nos jogos. Pois bem, o que observei no supracitado ensaio é que com o patch aplicado esta diferença se evapora e o 2700X funga forte no cangote do 8700K nestes cenários, enquanto amplia a liderança nas aplicações que utilizam múltiplas threads.

Reproduzo aqui algumas conclusões do pessoal do TechRadar (minha tradução):

“Algo a se notar é que os processadores Intel estão no seu patamar mais fraco em anos. Além do 8700K ter dois núcleos a menos do que o 2700X, o patch para o Meltdown e Spectre impactou a sua performance significativamente”

E ainda:

“Nos jogos o 2700X ainda não bate o 8700K, porém a liderança do último foi reduzida para um ou dois quadros por segundo”

E fim de papo, como diria o saudoso Raul.

Comentários

  1. Uma correção ortográfica: "...processadores Intel ESTÃO no seu patamar..."

    ResponderExcluir

Postar um comentário