Após cinco anos em queda, vendas de PCs sobem 15% em 2017

Conforme pesquisa do IDC, apenas no quarto trimestre do ano passado foram vendidos 970 mil notebooks e 509 mil desktops, fechando o ano com um aumento de 15% em relação a 2016.


A receita também subiu: no ano passado foi de R$ 11,73 bilhões, 3,3% a mais em relação a 2016. A diferença entre o aumento das vendas e o das receitas é devido à queda do preço médio dos PCs, que foi de 10,5%. Há dois anos o preço médio de um PC era de 2.524 temeres-picaretas, enquanto que em 2017 foi de R$ 2.262. Esta queda é devida principalmente à cotação mais favorável do dólar.

Para 2018 a previsão de crescimento é mais tímida, de 2%, mas qualquer número positivo é algo que deve ser celebrado. Pelo visto os PCs estão longe de morrer, para a nossa alegria e para a tristeza dos profetas do apocalipse


Comentários

  1. O pc só vai morrer quando o ultimo de nós, amantes de tecnologia, computação, filmes de nerd, gavetas cheias de placas, cds e até disketes (!!!), etc, estivermos mortos!!! 🤓 🖥 🔚

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com toda certeza, porque a nova geração que virá nem sequer vai saber que um dia nós tínhamos que acertar o calendário do PC toda vez que ele era ligado.

      Excluir
    2. Nem que as vezes tinhamos que passar a borracha nos contatos das memorias!!!

      Excluir
    3. Ou que tínhamos que configurar as placas com jumpers.

      Excluir
    4. E que se ligássemos os cabos da fonte AT invertidos a placa-mãe queimava!

      Excluir
    5. Tem gente que esquece que PC, mais do que um eletrodoméstico, é uma ferramenta de trabalho, pesquisa e aprendizado. Serve para muitas outras coisas além ficar pendurado em facebook e whatsapp.

      Excluir
    6. Sim. Serve também para produzir conteúdo. Um smartphone sem conteúdo para consumir não serviria para nada.

      Excluir
  2. E também o número de máquinas com defeito no OLX aumentou consideravelmente! maquinas vendidas em 2012 / 13 / 14

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagino. Muitos preferem simplesmente trocar o PC todo em caso de problemas (que muitas vezes são simples), assim como fazem com os eletrodomésticos.

      Excluir

Postar um comentário