Unboxing e primeiras impressões: gabinete Thermaltake V3 AMD Edition

O V3 é um gabinete do tipo torre média de baixo custo da Thermaltake, que conta com uma edição especial para os simpatizantes da AMD.

Atualizado em 16/03/2018. 


Eis a embalagem do Thermaltake V3 AMD Edition. O seu peso é de cerca de 4,5 kg.


Com uma pequena janela em acrílico, o painel lateral é bastante estiloso:


As tampas das baias são na cor vermelha, com os logos da AMD e da Thermaltake. As conexões frontais são as mínimas necessárias: dois conectores P2 para microfone e fones de ouvido, uma porta USB 2 e uma USB 3 (azul). São quatro baias para dispositivos de 5,25” e uma para os de 3,5”.


A tampa superior pode receber até duas ventoinhas de 120 mm, que não acompanham o gabinete:


O painel traseiro. Há sete slots de expansão (dois com tampas reaproveitáveis) e a fonte de alimentação fica posicionada na parte de baixo. A ventoinha de 120 mm acompanha o produto.


O interior do Thermaltake V3. Há cinco baias de 3,5” (uma com acesso externo) sendo que duas contam com um sistema de fixação que dispensa parafusos (uma baia de 5,25” também conta com este sistema). Há um filtro antipó para a fonte de alimentação, que é fixada por um retentor que utiliza dois parafusos, além de um local para a fixação de um dispositivo de 2,5”.


Este gabinete conta com um pino de orientação para a montagem da placa-mãe e em todos os furos há uma inscrição com o tipo de placa-mãe aplicável, o que facilita bastante a montagem para os iniciantes. Oficialmente são suportadas placas ATX padrão e Micro ATX.

Há um acesso na chapa de fixação para a montagem de coolers que sejam presos pelo lado das trilhas da placa-mãe. Isto permite que tais coolers sejam instalados e removidos sem a necessidade de retirar a placa-mãe do gabinete, o que é algo muito bom.


O Thermaltake V3 também suporta uma ventoinha de 120 mm (que não acompanha o produto) na parte da frente. Porém para instalar a mesma é necessário remover a tampa frontal, que é presa por clipes metálicos. A sua remoção não é difícil, porém é necessária uma pequena chave de fenda e muita calma para não danificar o acabamento da tampa.


A documentação que acompanha o gabinete:


Finalizando, o Thermaltake V3 padrão pode ser encontrado facilmente em torno dos 200 temeres-picaretas no varejo brasileiro, o que faz dele um bom custo x benefício. A edição AMD é um pouco mais difícil de encontrar, porém as características técnicas de ambos são praticamente as mesmas (o V3 padrão não tem a conexão USB 3.0 frontal). 

Os seus pontos positivos são os seguintes:
  • Acabamento;
  • Espaço para a montagem;
  • Número de baias;
  • Chapa de fixação da placa-mãe com acesso para a montagem de coolers;
  • Filtro antipó para a fonte de alimentação.

E o ponto negativo:
  • Não há um meio para o gerenciamento de cabos, muito embora isto seja algo raro nesta faixa de preço.

Comentários

  1. Michael, no piso do gabinete bem debaixo de onde fixa os hd´s existem quatro furos para fixação de um ssd ou hd 2,5. Eu tenho um v3 também mas do modelo padrão, tirando a pintura e a usb 3.0 na frente a estrutura é a mesma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaz, preciso procurar um oftalmologista urgente. Obrigado pela contribuição, atualizarei a postagem.

      Excluir
    2. Precisa não rapaz kkkk.
      Usei ssd com adaptador no meu por 1 ano, quando tirei pra limpar foi que vi as furações e testei com o ssd e vi que os furos casavam certinho. E o pior que no manual não tem informando nada disso.
      Já tenho o meu a 7 anos e não tenho nenhuma vontade de trocá-lo, apenas tive que comprar uma baia usb 3.0 pra por na frente já que o meu é 2.0 e já sentem o peso do idade por mal contato.
      E por incrível que pareça ainda comporta uma gtx 1070 da gigabyte o modelo rock edition que é maior que a G1 e um thermaltake frio também dá a medida certinha da tampa lateral.
      Dica pra tirar a parte da frente dele. Usa uma folha de papel e coloca ao redor da chave de fenda ou um pano fino pra não deixar marcas.

      Excluir

Postar um comentário