Criando uma máquina virtual Linux para acesso aos bancos (Instalação dos drivers e do plugin G-Buster)

Prosseguindo com a pauta da máquina virtual Linux para acessar os bancos, mostrarei agora a instalação dos drivers do VirtualBox e do plugin G-Buster em si. Confira!

Atualizado para mostrar como configurar uma pasta compartilhada no Xubuntu.


Antes de iniciarmos, para saber como criar e instalar a máquina virtual confira a primeira parte desta postagem, ok? 😉

Instalação dos drivers do VirtualBox

Apesar do Xubuntu até contar com drivers nativos para o hardware emulado pelo VirtualBox (vide figura abaixo), os mesmos não funcionam muito bem, principalmente o driver de vídeo.


Desta forma devemos instalar os drivers do próprio VirtualBox. Para tanto, com a máquina virtual Xubuntu rodando, vá ao menu “Dispositivos” – “Inserir imagem de CD dos Adicionais para Convidado”. Abra esta imagem na máquina virtual como se fosse um CD e copie o arquivo VBoxLinuxAdditions.run para a sua pasta de usuário. Em seguida clique com o botão direito e selecione “Abrir Terminal Aqui”


Antes de realizarmos a instalação devemos marcar o script como executável, com o seguinte comando:

$ sudo chmod +x VBoxLinuxAdditions.run

Para em seguida iniciar a instalação:

$ sudo ./VBoxLinuxAdditions.run


Instalação completada. Reinicie a máquina virtual para ativar os drivers.


Instalando o plugin G-Buster

Tomarei aqui como exemplo o Internet Banking da Caixa, porém para outras instituições que também utilizem o G-Buster não deverão haver diferenças fundamentais, provavelmente apenas o nome do instalador será diferente. Assim altere o seu nome nos comandos conforme a necessidade.



O site da Caixa iniciará download do instalador do G-Buster em formato DEB:


Entretanto não será possível efetuar a instalação do plugin diretamente pois ele depende do pacote libnss3-tools, o que não é informado pela Caixa (clique na imagem para ampliar):


Devemos então instalar o supracitado pacote:

$ sudo apt-get update

$ sudo apt-get install libnss3-tools



Agora podemos finalmente instalar o famigerado G-Buster. Realmente sinto-me mal em profanar um Linux com a instalação de tal “solução de segurança”, mas como é uma máquina virtual especializada para tal tarefa tudo bem. Lembre-se de trocar o nome do arquivo de instalação por aquele fornecido pelo seu banco.

$ sudo dpkg -i GBPCEFwr64.deb


Agora é só acessar a sua instituição financeira a partir da sua máquina virtual Linux! 😁


Apêndice: como configurar uma pasta compartilhada

As Pastas Compartilhadas permitem trocar arquivos facilmente entre a máquina virtual e o PC físico.


Clique no ícone “+” para acrescentar uma Pasta Compartilhada:


Com a opção "Montar Automaticamente" habilitada, a pasta compartilhada é automaticamente exibida no gerenciador de arquivos. Porém no Linux é necessário configurar as permissões de acesso antes de utilizá-la:


Para tanto, abra o item "Usuários e Grupos" presente no menu Configurações:


Clique em "Gerenciar Grupos". O VirtualBox por padrão configura automaticamente as permissões de acesso para o grupo "vboxsf", desta forma o selecione e clique em "Propriedades":


Marque o seu nome de usuário na lista. Será requerida a senha do mesmo para prosseguir:


Agora é só fazer um logoff e um login novamente para acessar a pasta compartilhada. 😊

Veja também:

Comentários

  1. Ótimo guia. Fiz uns testes aqui usando o Lubuntu 14.04 que tem a iso na casa dos 700mb
    e usei uma maquina virtual com apenas 512mb de ram. Ficou bem utilizável.

    Talvez seja legal incrementar o tutorial, dando opções de compartilhar pelo menos 1 pasta entre a maquina virtual e a host. Para salvar comprovantes pdf por exemplo. O arrastar e soltar não funciona.

    A área de transferência bidirecional funciona tranquilamente.

    Uma pena que até hoje não tenham montado uma distro voltada só pra isso. Daria pra deixar a iso menor e mais leve.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela contribuição! A sugestão da pasta compartilhada realmente é uma boa. Assim que possível vou atualizar a postagem.

      Excluir
    2. Fiz outro teste usando o Ubuntu Minimal, a ISO do 14.04 32bits tem 31mb.
      Instalei o Lubuntu Minimal, que vem completamente limpo. Consegui instalar o resto indicado deste guia, só tive que incluir o DKMS para ajeitar a resolução da maquina virtual.
      Exportei a maquina virtual para um arquivo que ficou com 1gb. Talvez dê para diminuir ainda mais. Mas já é um começo para facilitar o uso dessa VM em outras maquinas.
      Prefiro o WannaCry do que o modulo de segurança desses bancos.

      Excluir
    3. Muito bom! Somos dois, também tenho ojeriza a estes tais "complementos de segurança".

      Excluir

Postar um comentário