AMD anuncia a Radeon RX 480, a primeira Polaris

(Viva a concorrência!). E a tão aguardada arquitetura AMD Polaris foi oficialmente anunciada! A apresentação foi durante a Computex 2016 e as especificações reveladas da nova Radeon RX 480 são as seguintes:

  • 2034 Stream Processors com litografia de 14 nm (FinFET);
  • Frequência máxima de 1,08 GHz no modo turbo;
  • 4 GB ou 8 GB de VRAM GDDR5 acessada a 256 bits (banda de 8 Gbps);
  • Interface PCIE 3.0 x16;
  • TDP de 150 W;
  • Preço de 199 obamas (versão com 4 GB) e 229 doletas (8 GB).



Algumas coisas chamam a atenção. A primeira delas são as especificações relativamente modestas perto das Nvidia Pascal como o poder computacional de pouco mais de 5 teraflops (uma GTX 1070 bate nos 6 teraflops). Também se destaca o uso de memória GDDR5 no lugar das tão hypadas (gostaram deste neologismo? :p) HBM que equipavam as placas da geração passada.

Por outro lado o maior destaque positivo sem dúvida são os preços sugeridos (contra $380 da GTX 1070 e $600 da 1080), o que muito provavelmente forçará a Nvidia a cortar os preços principalmente das 1070 - como curiosidade um Crossfire com duas RX 480 ficaria bem mais barato do que uma única GTX 1080. Quanto ao desempenho somente os testes poderão dizer, mas ao menos no papel trata-se de um custo x benefício bem interessante. 

Outro destaque é o uso de apenas um conector de energia PCIE, possível pelo novo processo de fabricação de 14 nm, o que facilita enormemente a montagem de arranjos multi-GPU. Durante o anúncio a AMD destacou bastante o suporte a plataformas de realidade virtual como a proposta pela Valve, segundo a empresa a RX 480 seria a GPU mais barata a suportar completamente a tecnologia.


Estaria a AMD tentando aplicar no mercado de GPUs a mesma tática aplicada no de CPUs, ou seja, destacar o custo x benefício ao invés de performance bruta? Tudo indica que sim, mas sempre é prudente aguardar os primeiros testes.

Veja também:

Comentários