Olha o golpe! (2)

Pelo visto, assim como eu os presidiários também tem insônia. Coisas de uma pátria educadora.



Veja também:

Comentários

  1. Há coisa de dois anos, ligaram para uma amiga minha, ela olhou pra mim enquanto o celular ainda estava tocando e disse: "DDD 85, que estranho...", e eu: "é golpe, não atende ainda, espera". E esse bandido sofreu, porque ela e eu fizemos um teatro de quase duas horas no telefone, com direito a eu fingir que estava batendo nela, e ela chorando e gritando... ela dizia para o bandido: "moço, me ajuda, liga pra polícia, o meu marido tá me batendo, ele pensa que vc é meu amante, socorro!"... olha, não sei se foi coincidência, mas ela nunca mais recebeu ligação de 085 :v

    ResponderExcluir

Postar um comentário