Off topic: uma palavrinha sobre as redes sociais

Sei que este não é exatamente o assunto principal deste espaço, mas vi esta notícia e decidi fazer este post rápido para compartilhar com vocês: no interior de Santa Catarina, uma criança foi sequestrada e o seu sequestrador utilizou apenas o Facebook para estudar a rotina da família. Felizmente o bandido foi preso e a criança resgatada sem ferimentos.

Você não me encontrará no Facebook

Reproduzo um trecho da entrevista que o jornal Diário Catarinense fez com o sequestrador:

"Sabia que a empresa dos pais do Angelo era forte em Ilhota. Vi também que eles usavam mulheres famosas nos outdoors e sabia que eles tinham dinheiro. Comecei a descobrir pelo Facebook onde o filho estudava e o que o pai dele fazia e então decidi sequestrar o garoto. Falei para minha esposa que queria um tempo, me separei dela e comecei a investigar a família. Sabia que se eu pedisse R$ 500 mil eles teriam. Planejei tudo acompanhado ele pelo Facebook. Lá tem tudo da vida deles, tem até foto de dentro da casa família. Levei uns 10 dias para planejar tudo e fiquei três dias em Ilhota acompanhando a vida da família."

Reforço aqui o que havia escrito no post sobre a Cloud Computing: não se exponham em redes sociais. Não se deslumbrem com a tecnologia. Preservem a sua individualidade e privacidade. E principalmente: controlem o que os seus filhos acessam!

Durante o auge do Orkut tive um perfil que não mantive por mais do que uns três meses - quando percebi que estava destinando uma boa parte das minhas poucas horas vagas para ficar respondendo a gente que nem era tão chegada assim, vi que era hora de cair fora. Meu perfil do blog foi "integrado" com o Google+ por uma mera questão do blog utilizar os servidores do Google, mas quase nunca acesso nada lá. Quanto ao Facebook, o banner acima resume tudo, por mais que me digam que eu poderia "turbinar" as views do meu blog criando uma página lá. 

Não será um punhado de views a mais que me fará fornecer informações da minha vida e de minha individualidade a uma empresa que tem um único ativo: as nossas vidas! E que hoje rivaliza com gigantes como Microsoft e Apple oferecendo apenas um único "produto". Já pensaram nisto?

Veja também:

Cloud Computing: aprecie com moderação
Google, Microsoft, Facebook e Yahoo divulgam números de contas espionadas

Comentários

  1. Ótima observações! Eu vi na TV o bandido falando que pegou fácil os dados da vítima no face

    Também fui 'obrigado' pelo google a aderir ao '+'... também segue intacto meu perfil lá...
    Abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Quando ao Google+, foi o jeito que eles encontraram para aumentar o número de usuários deles, que no Brasil fica atrás até do bate papo do UOL... ô tristeza...hahaha

      Excluir
  2. Rigo, vc não tinha uma página no Facebook? Eu tinha, a minha página vai fazer 1 ano que eu não uso, e logo vou excluir de vez....cansei daquilo. Facebook enjoa bem mais do que o antigo/finado orkut. Não quero me expor mais lá não...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu criei uma página do blog lá, mas faz um tempão que não atualizo por falta de tempo.

      Excluir

Postar um comentário