Especial Windows Server 2012 R2 (Parte 5 - Políticas de Grupo e outros recursos)

Prosseguindo com a série sobre o Windows Server 2012 R2, nesta postagem mostrarei um exemplo de como criar uma Política de Grupo, além de demonstrar a instalação de um servidor WINS e de como ingressar uma estação no domínio recém criado. Uma boa leitura!




Criando uma nova GPO

Uma Política de Grupo, como o próprio nome diz, são configurações implementadas em um servidor Windows que podem ser aplicadas em todos os equipamentos pertencentes ao mesmo domínio. Isto permite centralizar praticamente qualquer configuração do Windows conforme as políticas da empresa. Para demonstrar a criação de uma GPO (Group Policy Object - Objeto da Política de Grupo), usarei como exemplo o mapeamento de uma unidade de disco presente na rede.

Para iniciar, abra o utilitário Group Policy Management.




No utilitário, clique com o botão direito sobre o domínio e selecione Create a GPO in this domain...



Agora entre com o nome da GPO.



Clique agora na GPO criada. Na aba Settings, clique com o botão direito em qualquer parte da tela e selecione Edit.



Para mapear uma unidade de rede, o caminho é User Configuration - Preferences - Windows Settings - Drive Maps.



Na tela Drive Maps, clique com o botão direito e selecione New - Mapped Drive.



Em New Drive Properties, os seguintes ajustes são necessários:

  • Action: Create;
  • Location: entre com o caminho completo do compartilhamento. Importante: a pasta deverá estar previamente criada e compartilhada, caso contrário a GPO não funcionará;
  • Reconnect: marque esta caixa para o compartilhamento ser montado automaticamente quando o equipamento cliente for reiniciado ou desligado;
  • Label as: este é o nome que aparecerá no mapeamento;
  • Drive letter: você pode especificar uma letra de unidade ou usar a primeira letra que estiver disponível. 

Você pode ainda especificar um usuário para a conexão e se a unidade será visível ou não. Terminada a configuração, clique em OK.



A unidade mapeada agora é listada. Esta tela agora pode ser fechada.



A GPO agora está criada e habilitada. Na tela Security Filtering você pode configurar a GPO para ser aplicada apenas a um determinado usuário ou grupo. Por padrão ela é aplicada a todos os usuários e dispositivos do domínio.



Este foi apenas um exemplo rápido sobre a criação de uma GPO. Explorando o utilitário você perceberá que praticamente qualquer configuração do Windows pode ser aplicada por uma GPO. O céu é o limite! :-)

Servidor WINS

Assim como o DNS, um servidor WINS (Windows Internet Naming Service) também faz a resolução de nomes para os respectivos endereços IP. Atualmente este serviço foi completamente substituído pelo DNS e continua presente no Windows Server 2012 R2 apenas por questões de compatibilidade com sistemas operacionais (Windows anteriores ao 2000) e softwares antigos. Como faço muitos testes com sistemas antigos, tive que instalá-lo no meu servidor. Se este não for o seu caso, a instalação deste serviço é totalmente desnecessária.

Para instalá-lo acione a opção Add Roles and Features no Server Manager, então clique em Features e selecione WINS Server.



Na tela apresentada, clique em Add Features.



Agora clique em Install, e após a finalização clique em Close. Nenhuma configuração é necessária para este serviço.



Apêndice: ingressando estações no domínio

Para ingressar uma estação ao domínio criado, acesse a tela Sistema - Propriedades Avançadas. Clique na aba Nome do Computador e em seguida no botão Alterar. Marque a opção domínio e digite na caixa o nome completo do domínio que foi configurado. Clique em OK e na caixa de diálogo que é exibida, entre com o nome de usuário e senha do administrador do domínio. Reinicie o PC.



Após o PC reiniciar, na tela de login, clique na seta ao lado do nome de usuário. Em seguida selecione a opção Outro usuário e o Windows se logará no domínio. Usuários do domínio podem ser cadastrados no servidor pelo utilitário Active Directory Users and Computers.





Finalizando esta parte, as opções de configuração de um servidor de domínio Windows são bastante amplas, impossíveis de serem condensadas em uma única série de postagens. Se eu fosse demonstrar todas elas seria necessário escrever um livro inteiro! De qualquer modo, acredito que as configurações mostradas aqui cobrem de uma maneira geral alguns dos recursos mais utilizados e espero sinceramente que elas lhe sejam úteis.


Na próxima parte começarei a expandir o servidor para outras funções além do Active Directory. Até lá!


Próximo:

Especial Windows Server 2012 R2 (Parte 6 - Instalando o Servidor de Atualizações)

Anterior:

Especial Windows Server 2012 R2 (Parte 4 - Instalando e configurando o Active Directory)

Comentários