Especial Windows Server 2012 R2 (Parte 2 - Configurações iniciais)

Saudações a todos, prezados leitores! Na primeira parte do nosso Especial sobre o Windows Server 2012 R2 fizemos o planejamento, instalação e a atualização do software pelo Windows Update. Nesta segunda parte daremos prosseguimento com a configuração do servidor. Espero que curtam!



Configurando as interfaces de rede

A primeira coisa que devemos configurar em um servidor Windows sem dúvida são as interfaces de rede. O servidor que tomaremos como modelo possui duas placas de rede, uma para a comunicação com a rede local propriamente dita e outra que está conectada à Internet através de um modem a cabo ou ADSL. Este é de longe o arranjo típico de um servidor de uso geral. Para acessar diretamente as interfaces de rede no 2012 R2, clique com o botão direito sobre o símbolo do Windows para exibir o menu de atalho. Neste menu clique em Network Connections.

Acessando diretamente as interfaces de rede

O meu servidor possui uma interface Gigabit ethernet para a comunicação com a rede local (Realtek GBE) e uma Fast ethernet para a comunicação com o modem ADSL (Realtek RTL8139) - é importante identificar corretamente as placas de rede para não inverter a configuração. Para ajudar a identificar, recomendo renomear as conexões para nomes mais sugestivos (clicando com o botão direito sobre elas) como é mostrado na imagem.

Identificando corretamente as interfaces de rede

Configurando a interface e o compartilhamento da conexão à Internet

Clique com o botão direito sobre a interface com a Internet e selecione Properties. Por questões de segurança, devem ser necessariamente desabilitados o cliente para Redes Microsoft e o compartilhamento de arquivos (afinal das contas, você não vai querer nenhum gaiato acessando os seus arquivos pela Internet). Deixe exatamente como a imagem abaixo.

Configurações da interface com a Internet

Feito isto, selecione o protocolo TCP/IPv4 e clique em propriedades para checar se a mesma está configurada para obter um IP automaticamente (que será fornecido pelo modem). Feito isto, clique em OK.

Configurando a obtenção automática de IP para a conexão com a Internet

Em seguida, clique na aba Sharing para ativarmos o compartilhamento da conexão. Selecione a primeira opção e clique em OK. Se o Windows exibir um alerta de que ao menos uma interface de rede deve possuir um IP estático, clique em OK. Configuraremos isto depois.

Ativando o compartilhamento com a Internet

Configurando a interface com a rede local

Acesse agora as propriedades da conexão com a rede local. Como esta interface proverá os recursos para a rede interna, ela deve estar com todos os recursos que serão utilizados habilitados. Um detalhe importante é que mesmo se a sua rede local utilizar apenas o protocolo TCP/IPv4 (que atualmente são 99,9% dos casos) é interessante deixar o TCP/IPv6 também habilitado pois algumas funções do Windows Server precisam deste recurso.

Interface com a rede local

Acesse agora as propriedades do protocolo TCP/IPv4 para definirmos qual IP o servidor utilizará. Para redes de pequeno e médio porte um endereço privado Classe C é mais do que suficiente - no meu caso, utilizei o endereço 192.168.0.1 para o servidor. Você pode utilizar qualquer IP privado de sua preferência. Para redes maiores, é necessário um estudo de alocação de endereços que deverá ser realizado por um administrador de rede.

Como trata-se de um endereço Classe C a máscara de sub-rede é 255.255.255.0. Deixe os campos dos servidores DNS em branco por enquanto, visto que mais tarde configuraremos para serem utilizados os servidores DNS do seu provedor de Internet ou outros de sua preferência. Feito isto, clique em OK para sair.

Configurando o endereço IP da interface com a rede local

Configurando o nome do servidor e o acesso remoto

Acesse agora as propriedades do sistema e clique no link Remote Settings. Na aba Remote, selecione Allow remote connections to this computer. Desmarque a caixa de seleção abaixo ("Allow connections only...") caso você necessite fazer acesso remoto ao servidor a partir de máquinas com Windows anterior ao Vista ou então a partir do Mac OS ou do Linux. Com o acesso remoto habilitado, você poderá administrar o servidor remotamente a partir do cliente da área de trabalho remota do Windows.

Habilitando o acesso remoto

Clique agora na aba Computer Name e clique no botão Change. Digite aqui o nome do seu servidor - não altere por enquanto os campos domínio e grupo de trabalho abaixo que serão configurados depois. O nome poderá ser qualquer um de sua escolha, mas por questões de segurança evite nomes que podem ser associados com a função do servidor, tais como "arquivos", "domínio", "intranet", "web" ou nomes correlatos. Clique em OK e depois em OK novamente. O Windows emitirá um aviso indicando que necessita ser reinicializado, clique em sim para reinicializar o servidor.

Definindo o nome do servidor

Chegamos ao final da segunda parte do Especial sobre o Windows Server 2012 R2! Um grande abraço e até a próxima!

Próximo:

Comentários

  1. Michael,
    Uma dúvida, quais as vantagens e desvantagens de se usar o servidor com 02 placas de redes e não um roteador para essa função (compartilhamento da Internet)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um PC é mais versátil e mesmo mais seguro para tal função, desde que sempre seja mantido com o sistema operacional atualizado.

      O que tem de firmware destes roteadores com bugs graves de segurança não está no gibi, e muitos não se preocupam em atualizar. Para piorar, alguns modelos mais baratos sequer tem atualizações de firmware.

      Excluir
    2. Michael,
      Grato, pela pronta resposta e pelas explicações!
      Estou seguindo passo a passo seu tutorial da instalação do Windows Server 2012 R2 e estou com o seguinte erro:

      A situação é essa:

      - Duas empresas compartilham um link de banda larga (100MB fibra).
      - O modem é conectado a um router (192.168.1.1) Wi-Fi com DHCP habilitado (no range 192.168.1.x)

      - A empresa A usa a rede Wi-Fi e a porta WAN 01 do router, que vai para um switch de 16 portas e de lá é distribuída para um Servidor Windows (grupo de trabalho) e as respectivas estações da empresa A.

      - A empresa B até então utilizava a porta WAN 02 do router que ia para um Servidor Linux (com DHCP e DNS habilitados no range 192.168.0.x) e desse servidor ia para um switch de 16 portas e de lá distribuída para as estações.

      - O problema na empresa B: O backup realizado para uma unidade externa (HD externo via USB) parou de funcionar e o pessoa que instalou o sistema Linux "sumiu" e tudo que restou foi "aquela janela do console pedindo a senha do admin que ninguém sabe"!

      - O que fiz até agora, seguindo seu tutorial:

      No servidor (Dell PowerEdge T110 II) formatado e instalado Windows Server 2012 R2 (grupo de trabalho) em RAID 1, porém o servidor de DHCP (range 192.168.0.x) apresenta o seguinte erro: O serviço DHCP/BINL neste servidor de grupo de trabalho encontrou outro servidor com endereço 192.168.1.2 pertencente ao domínio XXXX. Acredito que o conflito seja devido justamente por causa do DHCP habilitado do router (192.168.1.1)

      A Internet compartilhada funciona e o servidor (de arquivos apenas) tb, porém como o serviço de DHCP não funciona, as estações precisam estar com o IP configuradas manualmente.

      Alguma luz para solucionar esse problema?

      Excluir
    3. É realmente difícil afirmar algo à distância, mas me parece mesmo algum conflito entre dois servidores de DHCP. Talvez a solução seja colocar duas placas de rede no servidor Dell, uma com IP dinâmico para comunicação com o router e outra com IP fixo para o serviço de DHCP.

      Excluir

Postar um comentário