Questão de organização

Tenho que admitir: ando muito preguiçoso. Fazia um bom tempo que o meu PC implorava por uma melhor organização de cabos no seu interior. A situação estava tão calamitosa que até ficava difícil identificar de onde saíam e a que componente pertenciam alguns cabos. Como dizia aquele velho deitado: casa de ferreiro, espeto de pau...

Retirem as crianças da sala. As imagens a seguir são fortes (clique para ampliar)!

Imagem do caos



Ficava difícil até para distinguir o que era cada cabo: energia, do controlador de ventoinhas, do gabinete, dos sensores de temperatura...

Realmente, o meu gabinete estava uma esbórnia completa. Aproveitando a ocasião da instalação do meu arranjo SLI, decidi tomar vergonha na cara e organizar todo este caos (e também tirar o pó). As vantagens de uma boa organização dos cabos são óbvias: melhorar a circulação de ar dentro do gabinete, o que contribui grandemente para manter a temperatura interna sob controle, além de um melhor aspecto visual - ainda mais se o seu gabinete possuir tampa de acrílico na lateral.

O primeiro passo é desconectar todos os cabos que se deseja organizar, de forma a facilitar a escolha de uma melhor rota para eles. Desconectar também placas de expansão muito grandes (como placas de vídeo) ajuda bastante.

Desconecte os cabos para facilitar a organização. Aproveite também para tirar o pó (eu uso um pequeno aspirador de pó portátil para esta finalidade)

Para conseguir um bom resultado é necessário usar a inventividade e a criatividade: esquadrinhar o seu gabinete em busca dos melhores pontos para a passagem dos cabos. No meu gabinete (Thermaltake Armor), por exemplo, há uma fenda na parte traseira da chapa principal (a que sustenta a placa mãe) que é ótima para passar cabos como o do botão de ligar (power switch), do reset, da luz de atividade dos HDs, entre outros. Na base da chapa há um furo que é perfeito para o acesso dos cabos à placa mãe.

Fenda ótima para a passagem de cabos

Furo para o acesso dos cabos à placa mãe

Porém nem todos os cabos possuem comprimento suficiente que permita passá-los em locais mais adequados. Por exemplo, no meu gabinete as saídas externas USB e de áudio ficam na parte de cima, e os cabos que as ligam simplesmente não possuem extensão suficiente para passá-los pela fenda mostrada nas figuras anteriores. Neste caso é preciso encontrar um modo de passá-los de forma mais discreta possível, conforme demonstrado na foto abaixo (peço desculpas pela qualidade da imagem).

Os cabos escuros conectam as saídas USB e de áudio externas.

Para os demais cabos, como os de energia da fonte de alimentação, os cabos de dados SATA e (no meu caso em particular) do controlador de ventoinhas, o melhor é prendê-los utilizando arames encapados (como aqueles usados para fechar embalagens) e deixar apenas o comprimento necessário para efetuar a conexão - tomando o cuidado de não os esticar demais, o que poderia acarretar problemas de mau contato. Outra alternativa para este propósito seria a utilização de lacres de cabos, mas particularmente ainda prefiro os velhos e bons arames encapados, visto que os lacres dificultariam um posterior novo arranjo dos cabos pois são relativamente difíceis de serem removidos.

Fontes de alimentação modulares e semi-modulares também ajudam bastante, pois permitem que sejam conectados apenas os cabos de alimentação que serão utilizados, melhorando bastante a organização.

Exemplo de fonte de alimentação semi-modular. No caso, a Seventeam de 850W que utilizo no meu equipamento

Finalizando o processo, é hora de reconectar os cabos e reinstalar as placas de expansão (caso as tenha desconectado). No meu caso efetuei a montagem do meu tão aguardado arranjo SLI (que será assunto para um futuro post).

Finalizando a montagem. Repare nos sensores de temperatura "colados" nas placas de vídeo.

Observe que, devido à grande quantidade de cabos e conexões, é humanamente impossível obter um resultado 100% clean. Mas com carinho, imaginação e paciência é possível obter um resultado muito bom em qualquer gabinete. No meu caso, comparando esta última foto com as fotos de abertura do post, só posso humildemente exclamar: que diferença!

Veja também:

Comentários