Microsoft apresenta as especificações do Project Scorpio

Nesta semana a Microsoft revelou as especificações técnicas do sucessor do Xbox One, ainda conhecido apenas como Project Scorpio. Será que finalmente teremos um console decente?



As novidades começam pelo processador principal, o qual ainda é um modelo baseado na arquitetura AMD Jaguar (se fosse um Zen seria épico), porém com a frequência de operação aumentada para 2,3 GHz contra 1,75 GHz do Xbox One.  

Já a nova GPU é surpreendente: a Microsoft e a AMD trabalharam juntas e conseguiram integrar 40 unidades de processamento Radeon rodando a 1172 MHz, enquanto que o modelo atual conta com 12 unidades a 853 MHz (914 MHz no Xbox One S). Esta GPU do Scorpio conta com 6 teraflops de capacidade computacional, um número equivalente ao da GeForce GTX 1070.

A memória unificada também foi substancialmente melhorada: 12 GB GDDR5 acessada a 384 bits, com uma largura de banda de ótimos 326 GB/s. O Xbox One conta com 8 GB DDR3 com largura de 68 GB/s, além de uma pequena quantidade de cache ESRAM que sustenta 204 GB/s (219 GB/s no One S). Também a unidade óptica foi atualizada para um drive Blu-Ray 4K e o armazenamento interno continua com um disco de 1 TB.

A Microsoft afirma com ênfase que o Project Scorpio rodará jogos em 4K a 60 quadros por segundo, tendo feito inclusive uma demonstração do jogo Forza rodando nesta resolução. Chama a atenção na imagem o uso da GPU, abaixo dos 70%, muito embora devemos ser prudentes e aguardarmos os primeiros testes.


Por fim, as especificações do Scorpio mostram que a Microsoft fez muito bem o dever de casa, consideravelmente melhor do que a Sony fez para o PS4 Pro. Se o preço ajudar tem tudo para ser um grande sucesso.

Comentários

  1. Respostas
    1. Pensei que seria Ryzen! Em pouco esse cpu vai gargalar..

      Excluir
    2. Mas é um Jaguar que além do ter clock mais alto conta com unidades especializadas que executam diretamente funções que antes eram executadas no núcleo x86, como as "drawcalls", e isso já alivia enormemente a carga de trabalho dele. Como diz no texto em http://www.eurogamer.net/articles/digitalfoundry-2017-project-scorpio-tech-revealed :

      "The new x86 cores in Scorpio are 31 per cent faster than Xbox One's, with extensive customisation to reduce latency in order to keep the processor occupied more fully..."

      "Processing draw calls - effectively telling the graphics hardware what to draw - is one of the most important tasks the CPU carries out. It can suck up a lot of processor resources, a pipeline that traditionally takes thousands - perhaps hundreds of thousands - of CPU instructions. With Scorpio's hardware offload, any draw call can be executed with just 11 instructions, and just nine for a state change."

      "It's a massive win for us and for the developers who've adopted D3D12 on Xbox, they've told us they've been able to cut their CPU rendering overhead by half, which is pretty amazing because now the driver portion of that is such a tiny fraction,"

      É uma APU de respeito, diria eu.

      Excluir
    3. Concordo com o amigo Alexandre. A MS e a AMD tiraram leite de pedra neste SoC do Scorpio.

      Excluir

Postar um comentário