Eis as R9 Fury, as novas GPUs topo de linha da AMD

Guardem estes nomes: R9 Fury e R9 Fury X. Estas são as novas GPUs topo de linha da AMD, a tão esperada resposta da empresa para as Maxwell da Nvidia. Baseadas na arquitetura Fiji (que oferece  4096 stream processors, frequência de operação de 1050 MHz e a impressionante marca de 8,9 bilhões de transistores e 8,6 teraflops), as novas GPUs são otimizadas para a resolução 4K: elas renderizam os cenários nativamente nesta resolução e caso o monitor não seja 4K as imagens sofrem um processo de downscaling, o que favorece a qualidade da imagem exibida. Segundo rumores, os preços sugeridos são de 549 verdinhas para a Fury e de 649 para a Fury X. Pelo menos no preço elas deverão concorrer com as recém lançadas GeForce GTX 980 Ti.



A AMD também revelou outros lançamentos: no segmento intermediário as R9 390 (US$ 329) e R9 390X (429), e no de baixo custo as R7 360 e 370 (US$ 149). Outra novidade são as R9 Nano, projetadas para integrarem placas de vídeo de dimensões reduzidas ideais para PCs compactos. A arquitetura Fiji também tem um grande foco na eficiência energética e possui suporte total ao novo DirectX 12. Estamos aguardando ansiosamente os primeiros benchmarks!

EDIT 17/06/2015: o nome "Fury" me lembrou um clássico da ATI: a Rage Fury Maxx, que contava com dois processadores gráficos Rage 128 Pro operando em paralelo e foi um objeto de desejo na sua época. :p



Comentários

  1. "64MB of extreme 3D gaming power".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para você ver como a tecnologia evoluiu. Hoje é algo caricato, mas na época muito PC Gamer babava nesta placa, inclusive este que vos escreve. :p

      Excluir

Postar um comentário