Unboxing e primeiras impressões: Câmera digital Nikon Coolpix L820

Estimados leitores, apresento-lhes um novo recurso para melhorar a qualidade das imagens e vídeos deste estimado espaço: a câmera digital Nikon Coolpix L820. Todos os detalhes aqui!



Conforme descrevi em postagens anteriores, o Blog tem um caráter essencialmente do it yourself e desta forma até então utilizava para as fotos e filmagens o meu celular, um Samsung Galaxy SIII (como um simples terceiro-mundista assalariado sou obrigado a me virar com o que tenho). Considerando que trata-se de um aparelho não dedicado para a função até que o SIII possui uma câmera razoável, porém em certas situações eu tinha que tirar leite de pedra dele e suava para conseguir imagens com o mínimo de qualidade. Apesar do SIII contar com flash, ele não é lá essas coisas e desta forma o aparelho sofre principalmente com baixa iluminação.

Para cobrir esta lacuna e agraciar os meus leitores com um trabalho de melhor qualidade resolvi adquirir um aparelho dedicado para a função. Como não tenho a pretensão de ser fotógrafo profissional e muito menos bala na agulha para comprar uma câmera profissional (e um caríssimo conjunto de lentes), resolvi partir para a chamada linha “semiprofissional” que fica no meio termo entre as profissionais e os equipamentos mais baratos e simples. Após muito pesquisar, a Nikon Coolpix L820 foi a que na minha opinião apresentou o melhor custo x benefício da categoria, ainda mais porque peguei uma boa promoção dela.



A Nikon Coolpix L820 possui as seguintes características:

  • Resolução de 16 megapixels;
  • Zoom óptico de até 30X;
  • Suporte a cartões Mini SD (acompanha um cartão Micro SD de 4 GB com adaptador);
  • Filma em 1920 X 1080 com som estéreo;
  • Suporte a HDMI;
  • Sensor CMOS;
  • Tela LCD de 3”.

Abaixo seguem comparativos de imagens capturadas com a L820 e com o Galaxy SIII (cliquem para ampliar). O primeiro deles é uma foto do meu amado PC principal:





É possível perceber que a L820 sofre muito menos com o excesso de iluminação, bem como também rende uma imagem mais nítida com bem menos artefatos. Detalhes como os adesivos da Gigabyte e do Core i7 no gabinete são bem mais legíveis também. Agora comparemos a imagem da musa do GTA IV:





É possível perceber que a foto tirada com a L820 possui uma maior fidelidade de cores (observem os detalhes do cabelo da moça), bem como também uma melhor nitidez. Nesta rápida comparação fica claro que mesmo uma câmera razoável de smartphone não é páreo para um equipamento dedicado mediano, assim sendo caso você queira tirar fotos ou fazer filmagens onde a qualidade for um fator crítico nem pense em usar um smart!

Até o momento estou bastante satisfeito com a Coolpix L820. Seu flash e o controle de exposição do diafragma são fantásticos e resolvem definitivamente os problemas de iluminação, que no meu caso ocorrem principalmente para fotografar placas e componentes acondicionadas dentro de gabinetes.

Os pontos onde o produto menos brilha residem no fato de utilizar pilhas AA (quatro) e não baterias, mas nada que um bom conjunto de recarregáveis não resolva. A câmera também consome pouco: em três semanas de uso regular com o mesmo conjunto de pilhas recarregáveis Philips de 2600 mAh ainda não houve a necessidade de recarrega-las. A L820 também não conta com Wi-Fi, desta forma para transferir as fotos para o PC só mesmo com o bom e velho cabo USB. Mas como sempre o conceito de "bom" ou "ruim" depende muito do preço, visto que quando eu pesquisei as câmeras equivalentes com Wi-Fi custavam em torno de 200 reais a mais – por essa diferença não me incomodo nem um pouco em plugar a câmera na USB para baixar as fotos... :-)

Para finalizar segue o vídeo do unboxing dela. Peço que desconsiderem os danos na caixa e o fato do lacre do fabricante estar rompido, visto que tive que conferir o conteúdo da embalagem no momento da entrega com aquela pressa, e aí já viu... :-)


 Um grande abraço e até a próxima!

Comentários