Parabéns (atrasado) Visual Basic!

E não é que o nosso querido Visual Basic completou um quarto de século? Foi exatamente no dia 20 de maio de 1991 que o Visual Basic 1.0 para o Windows 3.0 foi lançado e desde então programar no PC nunca mais foi a mesma coisa! :-p

Visual Basic 1 rodando no Windows 3.0


As origens do Visual Basic remontam ao sistema de criar formulários chamado Tripod desenvolvido por Alan Cooper, o qual logo chamou a atenção da Microsoft que acabou por contratar Cooper e a sua equipe, mudando o nome do Tripod para Ruby (não confundir com a famosa linguagem homônima). Uma vez que o Tripod/Ruby era apenas uma aplicação para criar formulários e não propriamente uma linguagem de programação, o mesmo foi fundido com o Microsoft Basic dando origem ao Visual Basic.

Alan Cooper



Em setembro de 1992 o VB1 para MS-DOS foi lançado:



Até a versão 3.0 o VB apenas criava aplicações de 16 bits, visto que o Windows 3.X somente rodava tais aplicações. Com o lançamento do Windows 95 em agosto de 1995 veio o VB4, o primeiro que permitia construir softwares em 32 bits. O VB5 lançado em 1997 deu um grande passo a frente ao abandonar o legado das aplicações 16 bits, focando apenas em apps de 32 bits para o Windows 95 e NT.

Visual Basic 5 rodando no Windows NT 3.51



A versão mais popular do Visual Basic sem dúvida é a 6, lançada em 1998 e que continua em uso até os dias atuais: no ano passado ainda era a décima linguagem de programação mais usada no mundo.

Visual Basic 6



Embora criticado por muitos entusiastas da linguagem, o Visual Basic .NET surgiu em 2003 trazendo imensas melhorias em recursos e robustez, enquanto procura manter ao máximo o look and fell do VB clássico. Ao meu ver a Microsoft fez um bom trabalho, ou nas palavras da mesma:


"Because of the previous differences between Visual Basic and C/C++, many developers assume incorrectly about the capabilities of Visual Basic .NET. Many Visual Basic developers think that Visual C# is a more powerful language than Visual Basic. In other words, Visual Basic developers assume that you can do many things in Visual C# that you cannot do in Visual Basic .NET, just as there are many things that you can do in C/C++ but cannot do in Microsoft Visual Basic 6.0 or earlier. This assumption is incorrect.

Although there are differences between Visual Basic .NET and Visual C# .NET, both are first-class programming languages that are based on the Microsoft .NET Framework, and they are equally powerful. Visual Basic .NET is a true object-oriented programming language that includes new and improved features such as inheritance, polymorphism, interfaces, and overloading. Both Visual Basic .NET and Visual C# .NET use the common language runtime. There are almost no performance issues between Visual Basic .NET and Visual C# .NET (...)"


Tecla SAP:



"Em função das diferenças que haviam entre o Visual Basic e o C/C++, muitos desenvolvedores não levam muita fé nas capacidades do VB .NET. Até mesmo desenvolvedores em VB acham que o C# é mais poderoso e que permite fazer mais coisas do que o VB .NET como ocorria no tempo do VB6 e do C/C++. Nada a ver.

Existem diferenças entre o VB .NET e o C#, mas ambas são linguagens de primeira classe baseadas na plataforma .NET e igualmente poderosas. O VB .NET é verdadeiramente orientado a objetos e inclui recursos como herança e poliformismo, além de outros não menos fodas. Ambas utilizam a mesma linguagem de runtime e não há diferenças de performance relevantes entre elas."

O moderno VB .NET 2015



Finalizo o texto comemorativo com um conselho aos entusiastas do VB6: dispam-se de qualquer preconceito e estudem com carinho o VB .NET. Vocês irão se surpreender.

Veja também:

Basic completa 50 anos!

Comentários