A superficialidade e inexatidão dos textos sobre tecnologia

Matéria do Techtudo sobre a placa de vídeo Nvidia GeForce GTX 760 mostra que nós estamos muito mal em conteúdos sobre tecnologia.



Eu tenho um “código de ética e conduta” pessoal no que diz respeito a publicações de terceiros: evito sempre as criticar publicamente, por mais que eu veementemente discorde do que está escrito.

Porém esta matéria do Techtudo (que tem a chancela do globo.com) sobre a GeForce GTX 760 vai além da simples discordância e entra na esfera da superficialidade e inexatidão. É facilmente perceptível que quem a escreveu não se deu ao trabalho de pesquisar por cinco minutos no Google. Vamos às pérolas:


A interface com a VRAM da 760 é de 256 bits e não 192 bits – muito provavelmente o autor se confundiu com a GTX 660.


Tanto a 760 quanto a 760 Ti possuem o mesmo barramento de 256 bits. A 760 Ti é uma placa que não foi lançada no varejo (apenas para clientes OEM) que tem uma maior quantidade de núcleos CUDA (1344 vs 1152).


As GPUs Nvidia a partir da arquitetura Fermi (que é antecessora da Kepler da GTX 760) suportam o DirectX 12, conforme eu noticiei nesta postagem. Mesmo que o nível de recursos seja o do DirectX 11, é possível executar aplicações DirectX 12 perfeitamente (não que isto faça muita diferença atualmente).


Em quais benchmarks ou jogos a GTX 1050 é de 5 a 20% superior à 760? Quais as fontes? Eu adoraria conferir, mas infelizmente a matéria não as cita. E quem em sã consciência pagaria R$ 500 por uma 760 hoje em dia? Em uma pesquisa rápida no Mercado Livre encontrei algumas 760 por 400 reais, um valor onde realmente há um bom custo x benefício. Se for paciente e pesquisar um pouco mais (e em outros lugares) encontra-se até por menos do que este valor.

Enfim, o meu objetivo é simplesmente chamar a atenção para a assustadora queda na qualidade dos textos sobre tecnologia em língua portuguesa. Dispenso intrigas e mimimis. E se alguém do Techtudo ler este texto, espero que sirva como uma crítica construtiva: como potenciais formadores de opinião, vocês deveriam tomar um pouco mais de cuidado com o que publicam.

Comentários