Primeiras impressões: antigo PC 486

Em meados do ano passado o leitor e amigo Diego Todeschini entrou em contato me perguntando se eu queria um antigo PC 486, o qual durante muitos anos havia servido à sua família. Aceitei a generosa doação e agora compartilho com vocês mais um PC que voltará aos seus dias de glória – queria ter feito este singelo ensaio antes, porém como a lista de temas a abordar é grande e o tempo é escasso, o mesmo acabou atrasando.

Mas antes tarde do que mais tarde ainda, confiram o mais novo integrante do RETROlab. 😀




Como podemos observar na foto de abertura, o gabinete é um modelo AT típico da década de 1990 cujo design frontal muito me agrada, um verdadeiro clássico! Há também uma unidade de disquete de 3,5” e outra de 5,25”.

Abrindo o gabinete é possível verificar que a placa mãe é baseada no barramento VLB. Há uma placa de vídeo e um placa controladora de I/O, porém ambas apenas são ISA e não VLB. Outro componente que marca presença é o disco rígido Quantum.



Há alguns pontos de ferrugem nas laterais do gabinete, o que é algo absolutamente normal para um equipamento desta idade. Tenho um produto convertedor de ferrugem muito bom, o que torna muito mais fácil deixar o gabinete tinindo.



O processador é um clássico Intel 80486 DX2 de 66 MHz:



No detalhe, um módulo de memória SIMM de 72 vias e os chips de memória cache. Também é digno de nota o fato de a placa mãe utilizar uma bateria CR2032, visto que a grande maioria das placas soquete 3 VLB ainda utilizam as famigeradas baterias de Ni-Cd.



No painel traseiro do gabinete observei que a fonte de alimentação está sem ventoinha, o que pode indicar problemas. De qualquer modo jamais ligo quaisquer componentes em uma fonte de alimentação desconhecida, por motivo de segurança.



É isto aí! A presente postagem é apenas uma visão geral sobre o PC. Estava mesmo a fim de montar um 486 baseado no barramento VLB para alguns experimentos, e esta máquina será o ponto de partida deste novo projeto.

Para finalizar gostaria de agradecer ao nobre Diego Todeschini pela doação. Muito obrigado amigo!

Veja também:

Comentários

  1. Fico feliz em ver que o bom e velho 486 será útil novamente. :)

    ResponderExcluir
  2. Ah, 486... Que saudade de jogar no DOS Dangerous Dave, Mario, jogos de navinha, Alladin e mais uma porrada de outros clássicos das antigas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Também sinto saudades do Warcraft II, World Circuit, Indycar Racing....

      Excluir
    2. E eu de Fatal Racing, Destruction Derby, Blood, MDK, Time Commando...

      Excluir

Postar um comentário