Aprendam com os chineses

Enquanto que por aqui as empresas de telecomunicações querem a todo custo nos empurrar franquias de Internet para não terem que investir em infraestrutura – e com a bênção do governo, que ainda não liberou as famigeradas franquias apenas por temer mais um duro golpe à sua popularidade – na China o governo criou um fundo de US$ 14,6 bilhões para investir em infraestrutura e empresas de tecnologia voltadas para a Internet. O fundo é formado por bancos e empresas de telecomunicações como a China Mobile, e cada empresa que investir no mesmo terá uma linha de crédito de até US$ 21,8 bilhões. Até 2018 o governo chinês pretende levantar nada menos do que 174 bilhões de trumps.



Voltando à nossa mediocridade, é público e notório que os links de Internet (principalmente os externos) brasileiros estão sobrecarregados e não é de hoje. Em vez de seguirem a chamada lógica capitalista e investirem para ampliar a infraestrutura para continuarem ofertando os seus serviços, as empresas tupiniquins correm aos prantos para os braços do governo através de agências inócuas como a Anatel (outro exemplo disso é a taxação da Netflix). E o governo, que deveria proteger os interesses dos cidadãos contribuintes, simplesmente fica do lado das empresas e sem qualquer contraponto como o feito pelo na China.

Estamos realmente ferrados.

Veja também:

Comentários