A maçã e o abacaxi

(Como ambas as notícias são relacionadas à Apple, decidi condensá-las em uma única postagem).

Apple sugere que os Macs têm uma vida útil de apenas quatro anos

Segundo a própria Apple, os seus caríssimos computadores Mac durariam apenas quatro anos, enquanto que os não menos caros iPhones teriam uma vida útil de meros três anos (tá, estes sempre foram efêmeros de nascença). A avaliação foi feita pela empresa em função da famosa questão das emissões de poluentes: quanto mais durarem os aparelhos, menos emissões seriam liberadas nos céus (da China) para a produção de equivalentes novos. É isto mesmo: aquele iPhone pelo qual muitos pagaram um rim (em 12 suaves parcelas) dentro de três anos será considerado inapelavelmente obsoleto pelo próprio fabricante. Puta mundo injusto meu!

Quanto aos Macs, o meu MacBook discorda: mesmo sendo de 2009 continua em ótima forma, ainda mais agora com um SSD. Tudo indica que terá uma vida longa, a não ser que a Apple invente alguma limitação artificial para impedir a instalação de novas versões do OS X nele - mesmo assim sempre vai ser possível instalar o Windows 7 ou o 10 e continuar utilizando o aparelho.



QuickTime para Windows é descontinuado na surdina

Em outra atitude bastante simpática, a Apple simplesmente decidiu descontinuar o QuickTime para Windows sem qualquer aviso, e o que é pior: com bugs graves de segurança sem correção, tanto que o departamento de segurança digital do governo americano recomenda que o mesmo seja desinstalado imediatamente.


Talvez o leitor esteja se perguntando: com tantos players melhores disponíveis, qual o motivo de continuar utilizando a porcaria do QuickTime? Aí é que está o abacaxi, que deve ser comum a muitos: a minha câmera Nikon Coolpix L820 apenas filma para arquivos MOV, enquanto que o editor de vídeos PowerDirector 12 que utilizo necessita do QuickTime instalado para abrir os MOV. Que maravilha!


Como pirataria está fora de cogitação e não tenho conhecimento de algum editor de vídeos freeware ou open source com a mesma gama de recursos, vou ter que converter os arquivos MOV para outro formato lido nativamente pelo PowerDirector 12 antes de editá-los - felizmente o Handbrake está apto para a tarefa. Vai dar mais trabalho, mas livrar-se do lixo QuickTime não tem preço.



Apple sendo Apple

Comentários