RIP Andy Grove

Não poderia deixar de comentar sobre a passagem do grande Andy Grove. Nascido na Hungria, Andrew S. Grove foi contratado pela Intel em 1968 (o primeiro funcionário da empresa!) e tornou-se o homem de confiança do lendário Gordon Moore. Em 1987 ascendeu ao posto de CEO da companhia onde ficou até 1998 - de 1997 a 2005 esteve no conselho de administração.

Como diretor de operações Grove fez com que a indecisa Intel dos anos 1970 apostasse nos microprocessadores para computadores pessoais. Sob o comando dele como CEO a empresa lançou os lendários chips 80486, Pentium e Pentium Pro (sem falar dos descendentes diretos Pentium II e III, cuja arquitetura foi a base para a moderna família Core). Se Grove não estivesse lá para direcionar a Intel, provavelmente a computação pessoal como a conhecemos hoje seria bem diferente.

Andy tinha 79 anos e a causa da morte não foi divulgada (durante muitos anos ele lutou contra o Mal de Parkinson). Mais um ser humano notável que se vai, cuja obra contribuiu sobremaneira para a evolução da sua espécie. Que descanse em paz.

Andy Grove (esquerda) ao lado dos lendários fundadores da Intel Robert Noyce (centro)
e Gordon Moore (direita) em 1978

Comentários

  1. RIP Grove. Sem desmerecê-lo, Robert Noyce -- o Prefeito do Vale do Silício -- era outro gênio. Verdadeiros pioneiros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida. Os três eram geniais (Gordon Moore ainda é! rsrs), e uma empresa conduzida por pessoas assim não tinha como dar errado.

      Ao lado de Moore, Noyce fundou "apenas" a Fairchild e a Intel. Genial e visionário, pena que nos deixou tão cedo.

      Excluir

Postar um comentário