Agora realmente ferrou: hackers liberam na Web cerca de 10 GB de dados do Ashley Madison (Atualizado)

Há um mês atrás foi amplamente noticiado que um grupo hacker havia invadido o site Ashley Madison e roubado a sua base de dados de contas. O grupo exigia o fim das atividades do site (e do correlato Established Man) para não liberar os dados - como ambos os sites continuaram em funcionamento, os hackers cumpriram a ameaça e soltaram na Web cerca de 10 GB de dados (referentes a 37 milhões de contas) da base de clientes do referido site.

A mensagem dos hackers


Conforme reportado pelo site Krebs On Security, pessoas que tinham cadastro no site conseguiram identificar os seus dados nos arquivos vazados e até mesmo os quatro últimos dígitos do seu cartão de crédito. Se antes os hackers afirmaram que a principal motivação do ataque era contra as políticas do site (que cobrava para excluir cadastros porém os mesmos não eram efetivamente excluídos, segundo o grupo), agora eles fazem acusações ainda mais severas: na sua mensagem reproduzida acima, afirmam que a maior parte dos perfis femininos do site eram falsos (minha tradução):

"De 90 a 95% dos usuários são homens. Vocês provavelmente entraram no maior site de affairs do mundo mas nunca tiveram um caso, se esta diferença realmente importa"

Os hackers aconselham ainda que quem sentir-se prejudicado processe a Avid Life Media, mantenedora do serviço.

Suposta imagem da base de dados vazada


Pois é amigo... além de você ter gasto uma grana, ter o nome exposto e ter que se explicar para a patroa, provavelmente ainda estava xavecando outro homem. Deu duro? Tome um Dreher!

EDIT 20/08/2015: confira as estatísticas de contas do Ashley Madison por cidade, compiladas pelo dadaviz.com:



O primeiro lugar É DO BRASIIILLLLLLL!! É TETRAAAAAA!


EDIT 24/08/2015: vazaram mais 20 GB de dados, incluindo e-mails do CEO da Avid Life Media, Noel Biderman.



Imagem do suposto novo vazamento de dados


EDIT 25/08/2015: a Avid Life Media está oferecendo uma recompensa de 500 mil dólares canadenses (algo em torno de 1 milhão e 300 mil dilmas) por informações que levem à localização dos hackers. Agora a porra ficou séria!

Veja também:

Comentários

  1. Respostas
    1. rsrsrsrs para os hackers deve ter sido um passeio mesmo, vazaram mais 20 GB de dados!

      Excluir

Postar um comentário